O inverno e as caspas

22 de maio de 2015

Estamos prestes a receber a estação mais fria do ano: o inverno. E com ele, mudanças de temperatura, ar seco, banhos superquentes, e um problema que incomoda muita gente: A caspa. Evite constrangimentos e descubra aqui como combater essa descamação e evitar as coceiras.

Caspa 2

Para início de conversa, você sabe o que realmente é a caspa? A “dermatite seborreica” é quando a renovação acelerada das células da pele acaba levando à descamação do couro cabeludo. Ali, as secreções das chamadas glândulas sebáceas se misturam aos restos das células e aos micro-organismos (os fungos, naturalmente presentes no couro cabeludo).

A predisposição genética (hereditária), a fadiga e o estresse contribuem para o desenvolvimento da doença.  Mas o inverno pode acentuar o problema, porque os banhos quentes aceleram essa descamação da pele.

É mais comum em homens e pode iniciar-se com leves descamações e pouca coceira até evidentes descamações e irritações no couro cabeludo.

Mas você pode evitar o problema, deixando a área saudável e higienizada. Veja só:

– Lave os cabelos em água morna. E não na água quente, para não estimular as glândulas sebáceas a produzirem mais sebo. Aproveite para massagear o couro cabeludo (sem unhas);

– Lave os cabelos com menos frequência (No inverno o processo de secagem do cabelo é mais demorado);

– Não durma com os cabelos molhados;

– Não permita que o condicionador entre em contato com a raiz dos cabelos (Passe apenas nas pontas dos cabelos);

– Consuma alimentos saudáveis, evitando gorduras;

– Use xampus e cremes indicados por um médico dermatologista.

Comentários

comentários