Visagismo: expresse o que há dentro de você!

28 de agosto de 2017
POR: Luiz Fratta

Sabe aquele dia que você acorda, passa em frente ao espelho e percebe que é hora de mudar? É nesses cinco minutos que você decide quem vai ser nos próximos dias, meses e até anos, depende do tamanho da mudança, claro.

Parece uma decisão muito simples, do tipo “Hoje vou ser a Mulher Maravilha” ou “Vou ter o cabelo daquela atriz da novela das 20h” e plim! Mudou!

Na verdade, é assim mesmo. Mudar é fácil, rápido e só depende de você, masssss…  como todo mundo sabe, mudanças podem ser boas ou ruins. E como a gente sabe que ninguém curte parecer um Frankenstein quando o objetivo era se transformar na Angelina Jolie, o assunto de hoje só podia ser um: Visagismo.

Para quem ainda não se familiarizou muito com o termo, o Visagismo leva em conta os formatos, tamanhos, proporções visuais das partes da face, assim como a personalidade de uma pessoa, avaliando seu comportamento, estilo, temperamento, entre outros elementos que vão ajudar a criar uma imagem pessoal que irá revelar as qualidades interiores de quem deseja mudar o visual.

Antes de sugerir uma mudança, um profissional visagista precisa estudar o formato do rosto, do nariz, boca, olhos, sobrancelhas e todos os seus movimentos e expressões para poder definir qual o melhor corte, penteado, coloração do cabelo, estilo da sobrancelha e também a maquiagem que irá cair bem em sua cliente.

Os formatos de rosto são os mais diversos possíves: oval, redondo, quadrado, retangular, triangular, triangular invertido e hexagonal. Para cada tipo de rosto, são aplicadas técnicas diferentes e não dá pra dizer aqui o que se aplica melhor em cada um. Por isso, vamos focar nos formatos de rosto mais comuns e nos cortes que mais combinam com cada um:

Redondo

A dica é tentar harmonizar os traços, apostando em cortes como o chanel de bico, degradê, desfiados e franjas diagonais, a fim de disfarçar as bochechas mais ressaltadas. O comprimento frontal recomendado é abaixo do queixo, mas não muito comprido, na altura dos ombros, por exemplo.

 

Oval

O mais flexível de todos, pois combina com muitos cortes de cabelo, como o curto, médio, longo, desfiado, com franjas, entre outros. A única restrição é esquivar-se de um corte abaixo do queixo, evitando afinar muito o formato do rosto.

 

 

Quadrado

Esse formato demonstra uma personalidade mais forte. O corte curto e as franjas retas não são indicados, pois podem deixar o rosto com aspecto ainda mais quadrado. As franjas longas em diagonais são ideais pra dar a impressão de um rosto mais longo e arredondado, trazendo leveza.

 

Triangular

Os curtos também não caem bem com esse formato. O melhor é apostar em um corte com mais volume nas laterais do rosto e na altura entre as bochechas e o ombro, como os repicados, que vão harmonizar melhor as formas na parte mais fina da face.

 

Retangular

A melhor opção para esse formato é evitar cabelos longos e retos. O desfiado começando na altura da boca irá equibilibrar melhor os traços, além de dar mais movimento ao cabelo. Se a cliente preferir o longo, ele pode ser aplicado com a ajuda das camadas, a partir do rosto.

 

Essas foram algumas dicas de corte só pra você entender como tudo funciona, mas muita coisa ainda precisa ser analisada antes que a varinha mágica seja apontada pra uma cliente.

É importante lembrar que o Visagismo requer técnicas, prática e muito estudo. Então, a ajuda de um profissional especializado é essencial. Em outras palavras, o Visagista é responsável por mostrar ao mundo o que a pessoa realmente é por dentro, e isso é uma missão pra lá de possível, só que não muito simples.

 

Quem aí ficou interessado em saber mais sobre Visagismo e suas técnicas revolucionárias pra encaixar cada coisa em seu devido lugar?

 

No Instituto Embelleze, você descobre como ajudar sua cliente a revelar a verdadeira identidade dela.

 

Venha descobrir que há muito mais por trás da beleza!

Comentários

comentários